Pagamento de imposto de lucro no exterior pode ser parcelado

Segundo secretário da Receita, nova tributação visa encerrar um litígio que resultou em um passivo estimado em até R$ 100 bilhões

O governo federal quer editar uma medida provisória que parcele em até oito anos o pagamento de tributos que incidem sobre o lucro de coligadas de empresas brasileiras no exterior, informou nesta sexta-feira o Ministério da Fazenda.

Segundo o secretário da Receita Federal, Carlos Barreto, a nova tributação de lucro no exterior visa encerrar um litígio que resultou em um passivo tributário estimado entre 70 bilhões e 100 bilhões nos últimos anos, gerado a partir de contestações feitas pelas multinacionais na Justiça.

As novas regras de tributação do lucro obtido no exterior – que terão que ser votadas no Congresso – não se aplicam a ganhos de coligadas em paraísos fiscais.

Fonte: Exame